Mande a um amigo

ANAGRAMA TEMIDO

 

Um Homem parecia perdido

E um mendigo se aproximou.

-Quem és tu amigo?

Que fazes aqui com a mágoa espelhada na Alma?

-Não sei, verdade que não sei.

Fui acusado de vender a Morte em Auchwitz

E em África plantar a desgraça.

Hiroshima foi algo que eu fiz

E a Primeira e a Segunda não me custaram nada.

Na Bósnia, sabes, foi um passeio no parque

E a América Latina é o recreio dos meus filhos.

-Mas quem és tu?

-Não sei, verdade que não sei.

Tenho grandes negócios, isso eu sei…

As madeiras no Brasil, as guerras por aí e as armas…

Os medicamentos para Africa…Tudo me rende milhões

Mas acusam-me de mortandade…

A sério que não sei quem sou. Não saberás tu

Quem eu sou na verdade?

O mendigo olhou e disse:

-Tu és parecido com “HOMEM”

Mas eu sei quem tu és

E por certo dir-to-ei

Ainda te vais admirar

Mas o teu nome é “NOMEAD”

 

Autor ©: Peter Lee Dolphein 

http://www.peterleedolph.com

Publicado em Jornal ”Tribuna Pacense” em 14 de Novembro de 2008 (pagina 12)

 

Last Modified November 14th 2008 Contact me Terms of Use & Privacy Go to top