Mande a um amigo

BANSHEE




De nevoeiros e Brumas
Cintilantes e exóticas
Oiço o burburinho
De uma Deusa
Celta e Caucasóide
Esbelta e possante
Com o poder
Da noite
E a mística
De Mulher injustiçada
Ansiando pelo Amor
Que impossível
Tornado foi.

Sussurra enquanto sonho
E chora por quem não volta.
Este é o meu sonho...
O sonho da BANSHEE.


Autor ©: Peterleedolph , Braga 22/11/2011

http://www.peterleedolph.com

Last Modified: May, 2nd 2012 Contact me Terms of Use & Privacy Go to top