Mande a um amigo

Braga




Os Congregados escondem Mistérios clericais
Tão doces e suaves
Que fazem sonhar.

Numa manhã invernosa
Estavam lá os pombos e eu vi.
Vi os mendigos
Vi os Doutores
Vi o Povo.
O Povo que constrói
Todos os dias com afinco
Manhãs de labuta
E as obras nascem.

Porque é preciso lutar
Porque é preciso resistir
Quando a dor aperta
Quando o suor não chega.
E quando Braga precisa de nós.

Por uma cidade melhor
Por uma vida melhor
Ama a tua cidade
Ama o teu destino
Nesta Braga que sempre foi
E sempre será
Para todos e tudo
A nossa BRAGA.


Autor ©: Peterleedolph , Braga 03/07/1997

http://www.peterleedolph.com

Last Modified: May, 2nd 2012 Contact me Terms of Use & Privacy Go to top