Mande a um amigo

CARTA DE AMOR




Dizes-me que o meu olhar é mentiroso
E que eu não te consigo enganar.
Sei que quando me gabo
Te pareço patético
E tu finges que ficas deslumbrada.
Não é possível enganar-te.
Sei bem quando estás aborrecida
E fazes esse trejeito no lábio.
Quando te vou buscar a casa
Dizes em tom de orgulho e desafio a teus pais:
“Venho tarde”.
Por vezes confundes-me
Quando me dizes
Que não suportas
O meu ar convencido
E eu já não consigo disfarçar
Que estou em brasa por ti.
Sabes,
O Amor arde dentro de mim
E talvez porque tu o vês tão bem
Também tu o dizes por aí
Em segredo recatado
Mas orgulhoso,
Que também tu me amas.


Autor ©: Peterleedolph , Braga 19/10/2005

Publicado No Jornal "O Valenciano" em 19/10/2005

http://www.peterleedolph.com

Last Modified: May, 2nd 2012 Contact me Terms of Use & Privacy Go to top