Mande a um amigo

VEM, PAI!




Vendido
Por trinta talentos
De ouro ensaguentado,
Estava Ele
Chorando e Perdoando
Àqueles que
Não sabendo
O que fazendo fizeram.

No Mar navegando
Pedro se admirou
Pois as águas pisou
Dando Fé e Coragem
A Homens que Peixes viram
E Homens pescaram.

Sentido Coração
Transformado no Cordeiro
Da nossa Redenção.

Palavras não fazem Perdão.
Amor e Chagas
Abertas e lavadas
Florescem o querer e a Emoção
De Abençoar
De Perdoar e Acreditar.

Pai,
Vem...
Que a Tua hora já chegou.
Pai,
Vem...
Pois agora mais que nunca
De Ti precisamos
Neste Mundo enlouquecido
Pelo metal de vermelho manchado.
Precisamos de Ti Pai,
Pois este é o momento
Em que só nossa Fé restou
Agora que a Fome
Agora que a Tempestade
Vem e destrói.
Volta por favor,
Perdoa-nos e faz de nós
Teu instrumento
De Páz e Redenção
Porque não mais
É possível aguentar
Porque não mais é possivel
Sem Ti viver.

Author: Peter Lee Dolphein
Braga/Portugal------19/03/2012


Autor ©: Peterleedolph , Braga 19/03/2012

http://www.peterleedolph.com

Author = Peterleedolph, Title = 2 Times Spring, Date = 29-11-2011
Last Modified: March, 20th 2012 Contact me Terms of Use & Privacy Go to top