Mande a um amigo

Não há Coincidências

Quantas vezes te deste conta
Que o que querias veio ter contigo
Porque esforçaste
Porque persististe e o pensaste?

Quantas vezes os teus medos
Tomaram forma diante dos teus olhos,
Porque foram nascidos dentro de ti
E por ti cultivados até exaustão?
Não há coincidências e tu sabe-lo bem
Não há coincidências e começas
A mudar o teu destino e a ler os sinais.
Começas agora a perceber
Que as resposta que precisas
Que o queres que o aconteça
Está dentro de ti
Está também nas tuas mãos.
Esta manhã lembrei-me de Yon
ёe:
A profetiza do Mussulo.
Ela dizia: “ Chê Minina,
Olha lá o qui tu vai pedi à Gamanzambi
[Deus] eli podi muito acertadamente
Li concedê “.
Àfrica é mãe de Sabedorias
Que _______ o que tu e eu já sabemos.
É que não há mesmo coincidências.
O que nos intriga, alegra e por vezes,
Inevitavelmente nos faz também
Sofrer.

Peter Lee Dolphein
1/12/2003